Conheça a lenda do Chimarrão!

l
15 de julho de 2022
lenda do chimarrão

A lenda do Chimarrão tem origem nos hábitos dos povos primitivos presentes no sul do Brasil.

Suas histórias estão repletas de mitos que inspiraram o consumo da erva-mate até hoje.

Os estados da região do país têm algo em comum, o matear.

Preparar uma infusão de erva-mate e servir numa cuia, para depois sorver com ajuda de uma bomba, é coisa que desde a infância, muitas pessoas aprendem.

Mas, de onde vem essa tradição? O que envolve o costume de apreciar o Chimarrão? A partir dos mitos que envolvem essa bebida você vai entender.

Conheça a lenda do Chimarrão e como influenciou todos os adoradores da bebida.

A lenda do Chimarrão: Influência Guarani

Existe uma lenda do Chimarrão difundida pelo povo Guarani, a história de Yari e seu pai.

O pai era um velho guerreiro que já cansado, não podia participar de novas batalhas, tampouco tinha forças para atividades simples, como a caça e a pesca.

Assim, Yari, uma jovem e bonita guarani, não podia se casar, deveria ficar solteira para fazer companhia ao pai.

No entanto, um dia, um viajante desconhecido chegou na cabana deles, pediu guarita e a hospitalidade foi oferecida.

Ela, encantada com o misterioso homem, fez questão de cantar para que ele dormisse de forma tranquila.

A música em tom saudoso e um tanto triste, trouxe um sono profundo para o viajante.

No outro dia o hóspede revelou um segredo, era um enviado do Deus Tupã.

O viajante para agradecer a acolhida, disse que podia realizar qualquer desejo deles.

O pai de Yari sabia do peso que era para ela, resolveu pedir algo que devolvesse suas forças.

Desse modo, a jovem Guarani podia viver sua vida e quem sabe casar.

Assim o enviado de Tupã, em um movimento mágico, deu formas a um galho da planta Caá.

O misterioso homem ensinou como usar a planta e preparar uma infusão.

Essa bebida quente devolveria a vitalidade ao pai de Yari, e ele poderia viver como em outros tempos.

O mensageiro do Deus Tupã, ainda transformou a jovem guarani na divindade que protegeria seu povo e os elementos ervais, foi rebatizada de Caá-Yari.

Surgia então a erva-mate, que passou a ser consumida pelos outros índios da tribo, ao beber a infusão passaram a ficar mais vigorosos, dispostos para novas batalhas.

lenda do chimarrão

O poder da erva-mate

Foram os espanhóis que começaram a divulgar essa lenda, nos primeiros contatos que tinham com os guaranis, percebiam uma amorosidade dos indígenas.

Mas, tudo mudava quando eles bebiam em suas cabaças, um preparo com as folhas do Caá, ficavam mais ativos e vibrantes.

Não demorou para que os viajantes europeus provassem a infusão e também adotassem o presente de Tupã.

Todos aproveitavam as qualidades da Caá, não existia distinção entre soldados ou aqueles de altas patentes.

Uma característica que ajudou a criar laços de amizades e de pertencimento a um grupo maior.

Assim a lenda do Chimarrão avançou, hoje as rodinhas de matear continuam agregadoras e a erva-mate é sempre um poderoso energizante, que oferece força para que seus apreciadores enfrentem as batalhas diárias.

Confira nossas opções de erva-mate no nosso site de compras!

Acompanhe mais artigos sobre erva-mate no nosso blog!

Comentários

Leia também

Cadastre-se e receba conteúdo VIP! 

12 + 11 =